Psiconefrologia

A Psiconefrologia é uma área de atuação na Psicologia da Saúde que se dedica ao estudo e ao trabalho com pacientes que se encontram com a função renal comprometida, com relação às suas reações perante a doença, seus conflitos, suas limitações, suas dificuldades e suas características peculiares.

A especialidade visa proporcionar maiores respostas de enfrentamento do processo de adoecer, propiciar adesão e adaptação ao tratamento, favorecer uma melhor relação paciente-família e paciente-equipe de saúde e promover uma melhoria na qualidade de vida do paciente (Paschoal et al., 2009).

Qual é a importância da Psiconefrologia?

A doença renal geralmente vem de uma maneira abrupta na vida de uma pessoa, obrigando o paciente a se adaptar a uma nova forma de vida, nova rotina diária, novos hábitos de autocuidado, nova dieta alimentar. Tudo isso pode gerar uma fragilidade psicológica e emocional significativa na vida deste paciente, assim como na vida de sua família. Essas reações emocionais interferem na adesão e adaptação ao tratamento, nos relacionamentos sociais e familiares e na qualidade de vida do paciente (Oliveira et al., 2016).

Como a ela atua?

O psicólogo atuante na área realiza atendimentos psicoterapêuticos individuais e familiares, procurando trabalhar os caracteres emotivo/afetivos envolvidos no processo de adoecimento. Este acompanhamento ocorre tendo em vista tanto a reestruturação psíquica do paciente que recebe o diagnóstico da doença, como também no paciente que necessita manter seu tratamento.

A assistência psicológica junto aos pacientes renais crônicos poderá auxiliá-los a encarar sua condição numa outra perspectiva, ativando estratégias de enfrentamento que resgatem o bem-estar e promovam melhor qualidade de vida, descobrindo possibilidades na adversidade” (Luiz e Veronez, 2010, p.58).

Também são realizados grupos de intervenção educacional e terapêutica, sendo relacionados à temas que fazem parte da realidade da doença, ou até mesmo sobre questões psíquicas comuns. Muitos grupos também, são destinados à expressão e escuta dos pacientes.

Além disso, são também realizadas avaliações pré-transplante de alguns pacientes candidatos ao procedimento. As avaliações são solicitadas por médicos, e buscam avaliar alguns constructos importantes com relação ao transplante, como autocuidado, rede de apoio familiar, personalidade, e em alguns casos, os doadores vivos dos candidatos à transplante também devem ser avaliados.

psiconefrologia

Referências

LUIZ, Amanda de Assis; VERONEZ, Fúlvia de Souza. Acompanhamento psicológico a pacientes com insuficiência renal crônica. Omnia Saúde, v.7, supl., p.55-62, 2010.

OLIVEIRA, Araiê Berger; SCHMIDT, Debora Berger; AMATNEEKS, Thaís Malucelli; SANTOS, Jéssica Caroline dos; CAVALLET, Luiza Helena Raittz; MICHEL, Renate Brigitte. Qualidade de vida de pacientes em hemodiálise e sua relação com mortalidade, hospitalizações e má adesão ao tratamento.
J Bras Nefrol 38(4):411-4, 2016.

PASCOAL, Melissa et al. A importância da assistência psicológica junto ao paciente em hemodiálise.
Rev. SBPH, Rio de Janeiro , v. 12, n. 2, p. 2-11, dez. 2009.

Theme by Anders Norén