Notícias

Ansiedade na Era Digital

Por: Debora Berger Schmidt

No dia 26/04/18, a Fundação Pro-Renal recebeu a psicóloga Iara Girardi para conduzir uma reflexão sobre a ansiedade digital. A proposta foi abordar um tema recorrente das aulas de psicopatologia a partir de um olhar contemporâneo, que nos faça problematizar: será que antes dessa nossa “era digital”, nós éramos tão ansiosos como hoje?

Ansiedade digital 2

Fonte: https://goo.gl/i9Rwyf

A ansiedade está presente no ser humano desde os primórdios e considerando a filogenética da espécie, dificilmente o ser humano teria chego até aqui se não sentisse medo e ansiedade como protetores de situações de risco de vida. Diante disso, a ansiedade pode ser definida como:

“estado de humor desconfortável, apreensão negativa em relação ao futuro, inquietação interna desagradável. Inclui manifestações somáticas e fisiológicas (dispnéia, taquicardia, vasoconstrição ou dilatação, tensão muscular, parestesias, tremores, sudorese, tontura, etc.) e manifestações psíquicas (inquietação interna, apreensão, desconforto mental, etc.)” (DALGALARRONDO, 2008, p. 165).

Segundo o mesmo autor, as síndromes ansiosas são ordenadas inicialmente em dois grandes grupos: quadros em que a ansiedade é constante e permanente (ansiedade generalizada, livre e flutuante) e quadros em que há crises de ansiedade abruptas e mais ou menos intensas (como nos casos dos transtorno e/ou ataque de pânico). Elas podem estar associadas ainda a outras patologias, como nos casos de síndromes mistas de ansiedade e depressão.

 Mas o que faz dela diferente nos dias atuais?

Ansiedade digital 3

Fonte: https://goo.gl/qc6HZ5

Os recursos digitais e a tecnologia que temos acesso nos expõe a um excesso de informações com velocidade estonteante, a demandas urgentes e a exigências cada vez maiores do dia a dia, fazendo com que estejamos mais próximos de situações ansiogênicas. Afinal, quem nunca ficou esperando uma resposta no whatsapp quando o sinal azul apareceu? E a nossa reação àqueles 5 segundos intermináveis de propaganda no youtube antes de começar o vídeo que queremos ver? Na “febre” netflix, não precisamos nem mais esperar os trailers que vinham antes dos filmes, tampouco rebobinar uma fita antes de começar.

O resultado disso está evidente também na forma com que nos relacionamos com o mundo: de modo imediato e sem filtros. Isso quer dizer muito da modernidade… A liquidez das relações atuais se manifestam em comunicações rápidas, ligeiramente mutáveis e por vezes irresponsáveis, tal como se vê nos inúmeros casos de manifestações criminosas nas redes sociais: pré-conceito, julgamentos, bullying, entre outros…

Ansiedade digital 4

Fonte: https://goo.gl/EC9dHF

Ouvir a palestrante foi encontrar um lugar para a ansiedade em que estamos envoltos. Se, por um lado, boa parte da nossa vida está associada a um aparato digital, a minimização da ansiedade não poderia estar relacionada a abstinência total da tecnologia. Sejamos honestos: quem vive sem ela? Se o homem precisa de uma dose de ansiedade para dar movimento à vida (e há quem diga que a angustia é condição humana), temos que pensar em estratégias que integrem a qualidade de vida e a saúde mental com a tecnologia, fazendo daquilo que é digital um aliado, e não um inimigo.

Ansiedade digital 5

Fonte: https://goo.gl/YUQRUd

Para isso, a psicóloga apresentou dicas:

– Tenha tempo destinado e limitado ao uso de redes sociais. Não é preciso excluir o acesso a elas, somente limitar o tempo. Destine alguns minutos especialmente para se atualizar de modo que você não precise ficar acessando as redes sociais de hora em hora. – Aceite que nem sempre se tem controle de tudo, e nem tudo precisa ser resolvido de forma imediata. – Saiba que lhe é permitido dizer não em alguns momentos e que não precisamos saber sobre tudo o tempo todo. – E por último, e muito importante: considere que o mundo virtual é construído e eletivo: o corpo perfeito, a alegria plena, a beleza eterna… tudo isso são somente um pedaço da realidade de uma vida atravessada por filtros. Reconheça a beleza na sua vida para que não as frustrações com o mundo real não invadam seus pensamentos, e lembre-se que embora difícil, são justamente as superações das dificuldades que fazem do mundo real um lugar belíssimo… Enquanto tem gente dando “likes” por aí, tem um outro tanto de gente “só” vivendo…

Ansiedade digital 6

Fonte: https://goo.gl/Yb6Mca

Quer saber mais sobre a ansiedade? Nós já falamos sobre ela em outros momentos. Veja aqui!

Leave a Reply

Theme by Anders Norén