Pesquisas Científicas

Cuidando de quem cuida: Mindfulness

Fonte: the daily enlightenment

Por: Psic. Thaís Malucelli Amatneeks
Cuidadores de pessoas com condições crônicas de saúde são mais propensos a apresentarem depressão e outros problemas emocionais. Cuidar de uma pessoa doente requer tempo e disposição.

 
É comum percebermos que em muitos casos a função de cuidar é prestada por apenas um único membro da família, ou até mesmo uma única pessoa contratada. Nestes casos é ainda mais predominante a presença da chamada “sobrecarga do cuidador”. Este excesso de responsabilidades pode influenciar objetiva ou subjetivamente a pessoa, demonstrando efeitos na saúde mental, física e social de quem cuida.

 
O ato de cuidar pode trazer prejuízos à vida do cuidador, tanto nas questões citadas acima, como na área laboral, financeira, de relacionamentos e cuidados pessoais. Verificando essas dificuldades e necessidades, há atualmente um movimento de diversas propostas de intervenção para “cuidar de quem cuida”.

 
Trazemos aqui um estudo no qual pesquisadores chineses resolveram testar um novo método de intervenção para trabalhar com esses cuidadores. Eles propuseram o trabalho através de Práticas Meditativas para Redução de Estresse (Mindfulness-Based Stress Reduction Program).

 
Esse programa é composto por um treinamento de 8 semanas, no qual, através de uma mistura de meditação, consciência corporal e yoga, objetiva-se aprender através da prática e estudar como seu corpo lida e pode resolver as questões de estresse.

 
Como resultado, os pesquisadores concluíram que houve uma diminuição significativa nos sintomas depressivos após a intervenção e após 3 meses da intervenção. Houve também melhora nos sintomas de ansiedade. Além disso, houve também um aumento no controle de pensamentos negativos e na atenção plena (tipo de atenção voltada ao momento presente, sem ruminação sobre o futuro) no seguimento de 3 meses após a intervenção.

 
O estudo conclui que esse tipo de prática meditativa, parece ser uma intervenção viável e aceitável para melhorar a saúde mental entre cuidadores familiares com carga de cuidados significativa.
Clique aqui para acessar o artigo.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén